Os verdadeiros Peaky Blinders de Birmingham

Você sabia que a série Peaky Blinders é baseada em fatos reais? Tudo começou na cidade de Birmingham, um distrito metropolitano no condado de Midlands Ocidentais (West Midlands) e está localizada na Inglaterra. Em número de habitantes é a segunda maior cidade da Inglaterra e do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte, atrás apenas da capital Londres.

Em 1919 começaram a ocorrer assassinatos, roubos e confusões diariamente que eram cometidos por jovens arruaceiros de gangues que eram armados com facas, lâminas de barbear e martelosAs ruas úmidas e faveladas são governadas por gangues formadas por centenas de jovens armados com facas, lâminas de barbear e martelos, o número de pessoas contido nas gangues ultrapassada o número de policiais da cidade, o que acaba num caos total.

Os assassinatos são abundantes. Roubos, roubos e tumultos ocorrem diariamente nas mãos de jovens membros de gangues que mantêm toda a cidade sob controle e sangrento.

Sabe essas gangues cruéis citadas acima que aterrorizava seus inimigos e quem cruzasse seu caminho com lâminas de barbear costuradas na frente de suas boinas  e eram usadas principalmente para cegar os inimigos? Sim, são os Peaky Blinders (nome comercial, tudo foi inspirado na gangue abaixo).

‘Sloggers e brawlers’

No início de 1870 o centro da cidade de Birmingham era notável a pobreza e a miséria, o que acarretou num aumento significativo para o crime, surgindo daí gangues como consequências da pobreza e consequentemente o aumento significativo da violência.

Já na década de 1870, as ruas do centro da cidade de Birmingham estavam cheias de favelas superlotadas e pobreza extrema – e a atração do crime era um atrativo para alguns.

As gangues travavam uma guerra para conquistar áreas como Small Heath e Cheapside. Eram diversos jovens de gangues rivais se enfrentando até a morte por horas e horas até que houvesse um vencedor (provisório).

Dentre tantas, a que mais se destacava era conhecida por todos como Sloggers, ou Cheapside Slogging Gang e ‘governaram’ as ruas da cidade por incríveis 30 anos com violência e inteligência.

A liderança era por conta John Adrian que tinha como seu braço direito James Grinrod que deram início à  sangrenta liderança por volta de 1870.

O notório gangster de Birmingham Billy Kimber, segundo da direita, na última fila, com uma gangue de Londres na década de 1920. (Imagem: Mark Cowan)

John e seus comparsas tinham como arma um cinto de fivela pesada usado para golpear vítimas masculinas e femininas de todas as idades e submetê-las.

O jornal datado em 1872 registra alguns dos crumes dos Sloggers citando que “400 agressores trouxeram violência indiscriminada à área de Cheapside, atacando e roubando” … “Um pequeno corpo de policiais foi enviado para lidar com a gangue Slogging”, continua o relatório.

“Os policiais fizeram três prisões, incluindo dois jovens muito pobres sem casa fixa.”

Sloggers notórios incluíam Simpson Brothers de Aston e George “Cloggy” Williams, cuja notoriedade cresceu rapidamente após a morte de 1897 do PC George Snipe .

 Memorial em homenagem ao policial morto PC George Snipe. Fonte: The Police Memorial Trust

Muitas gangues rivais se formaram, e uma em particular logo se tornou a força mais terrível nas ruas da cidade, os Peaky Blinders. A gangue que se destacava pela elegância e estiloso, o que não ofuscava o quão violentos eram.

Os Peaky Blinders

O historiador David Cross, do Museu da Polícia de West Midlands em Sparkhill, é o curador da maior coleção de fotografias de prisioneiros do país e nela contém os gangsters mais temíveis da época.

Os verdadeiros Peaky Blinders (Imagem: West Midlands Police Flickr)

A coleção contém documentos judiciais que documentam as façanhas de gangues antigas da cidade.
“Eles usavam seus chapéus com lâminas de barbear costuradas para roubar as pessoas. Isso é o que era um Peaky Blinder.” – disse Cross.
“Quando batiam em alguém ou batiam na cabeça de alguém enquanto usavam um, causaria cegueira temporária à vítima.”
As vítimas foram escolhidas indiscriminadamente, independentemente de serem homens ou mulheres, jovens ou velhos, ricos ou pobres, segundo Cross.
“Eles teriam como alvo qualquer pessoa que parecesse vulnerável, ou que não parecesse forte ou em forma”, disse ele.
“Qualquer coisa que pudesse ser levada, eles tomariam.”

Sua imagem cuidadosamente estilizada foi uma tentativa de trazer um toque de classe às suas ações, disse Cross, além de fazer com que se destacassem de seus rivais.

Os Peaky Blinders usariam um lenço de seda amarrado no pescoço, calças boca de sino e uma boina lisa inclinada para o lado.
Crianças, na mesma situação desesperadora que os adultos, também eram recrutadas regularmente para as gangues.

Entre os membros proeminentes estavam David Taylor, de 13 anos, preso por porte de arma, e Charles Lambourne, de 12 anos.

Charles com apenas 12 anos, preso.

Membros de gangue mais velhos governavam o poleiro, como Stephen McHickie, Harry Fowler e Tom Gilbert.

Os membros eram leais – e lendas locais. Muitas vezes era impossível dizer quantos lutadores em uma gangue eram na verdade Peaky Blinders e quantos alegavam ser simplesmente pelo status que isso lhes traria.

À medida que as famílias começaram a se mudar do centro da cidade no início do século 20, o domínio das gangues começou a declinar, já que a segurança foi reforçada e a corrupção policial menos influente.

Os Peaky Blinders originais – Fonte: BBC

À medida que áreas como Small Heath cresciam, também crescia a distância física entre os rivais e menos morte começou a ser contabilizada.

A maioria dos nomes antes temidos dos membros da gangue agora está esquecida, mas suas reputações estão cimentadas no folclore de Birmingham e a cidade mantém um museu que guarda toda essa informação.

Realidade contraditória

O historiador e professor Carl Chinn disse ao Birmingham Mail que este é um cenário um tanto irreal. Ele oferece a explicação de que ‘Peakys’ era um apelido comum para os populares com boinas com lâmina de barbear. Além disso, as lâminas de barbear tinham acabado de começar a circular e ainda eram um item de luxo e, portanto, provavelmente muito caras para a gangue pagar. Foi uma noção romântica criada no romance de John Douglas, A Walk Down Summer Lane ‘, diz Chinn.

Eles são os únicos Peaky Blinders?

É debatido que o termo ‘Peaky Blinders’ era na verdade um termo genérico para as subculturas violentas em Birmingham no século XX. O historiador Eric Mooman afirma que todas as gangues de rua de jovens em Birmingham eram conhecidas como ‘Peaky Blinders’ ou ‘Sloggers’, sugerindo que o termo originou-se de uma gangue, mas depois se tornou genérico.

Claro, existe muita fantasia na obra da BBC e isso deixou ainda mais atraente à vista do público, a série coleciona fãs por todo mundo.

Share

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *